Portal acadêmico
Ir para o conteúdo

Menu principal:

CPA

CPA - COMISSÃO PRÓPRIA DE AVALIAÇÃO

Processo de avaliação institucional na FASA

Constituição da Comissão Própria de Avaliação

Missão
        A MISSÃO DA CPA é: instituir na FASA a cultura de avaliação como processo de conhecimento e discussão do ensino superior e seu papel na sociedade. A FASA, ciente da necessidade de desenvolver um processo de avaliação institucional que atendesse tanto às exigências dos órgãos superiores de educação quanto aos anseios e às particularidades da Instituição, criou a CPA.

Por que é importante auto-avaliar-se?
      A avaliação deve ser encarada como uma ferramenta de auto-conhecimento da Instituição. Diagnosticar os pontos fortes, ou seja, aquilo que vem sendo bem realizado, bem como identificar os aspectos que precisam ser melhorados ou corrigidos, constitui em importantes instrumentos de crescimento de nossa Faculdade. A Avaliação é portanto, um importante recurso de Gestão.

O que é uma Avaliação Institucional?
     É um processo que deve existir em todas as Instituições, visando o reconhecimento e identificação de seus pontos fortes, pontos fracos e potencialidades. Busca-se analisar os serviços prestados aos seus diversos públicos interessados, visando a melhoria continua da Instituição. É implementada por meio de metodologias e instrumentos de diagnóstico específicos , devendo conter ampla participação dos diversos sujeitos.

O que é a Comissão Própria de Avaliação CPA?
     É a equipe responsável por coordenar o processo de auto-avaliação institucional, garantindo a transparência e a participação da comunidade acadêmica. A CPA define a metodologia da avaliação interna, elabora a pesquisa e apresenta os resultados à direção e aos demais interessados.A CPA tem a representação de todos aqueles que participam da Instituição, inclusive da comunidade. Sua atuação está em consonância com as orientações do Ministério da Educação.


1 - Introdução

A Comissão Própria de Avaliação – CPA da FASA, foi designada pela Portaria nº 29/04 em abril de 2007, tendo como objetivo atender as orientações do Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior – SINAES, instituído pela Lei no. 10.861, de 14 de abril de 2004 do Ministério da Educação...
A Comissão Própria de Avaliação – CPA da FASA, foi designada pela Portaria no 29/04, de 07 de junho de 2004 tendo como objetivo atender as orientações do Sistema Nacional de Avaliação do Ensino Superior – SINAES, instituído pela Lei no. 10.861, de 14 de abril de 2004 do Ministério da Educação. O SINAES objetivou sistematizar critérios e estratégias para a reformulação dos processos e políticas de avaliação da educação superior no pais
Na FASA a CPA representa a articulação entre o planejamento estratégico e as ações realizadas no âmbito da estrutura acadêmica. Visa avaliar o desempenho da Instituição como um todo de forma qualitativa e quantitativa dos aspectos estruturais e acadêmicos, relativos ao corpo administrativo, docente e discente, sem deixar de contemplar a sociedade civil, entorno e egressos.

2 - SISTEMA NACIONAL DE AVALIAÇÃO DA EDUCAÇÃO SUPERIOR - SINAES

Instituído pela lei no 10.861, de 14 de abril de 2004, o SINAES fundamenta-se na necessidade de promover a melhoria da qualidade da educação superior, a orientação da expansão da sua oferta, o aumento permanente da sua eficácia institucional, da sua efetividade acadêmica e social e, especialmente, do aprofundamento dos seus compromissos e responsabilidades sociais. Por se tratar de uma lei federal o SINAES representa agora uma política de Estado para a avaliação das instituições de ensino superior brasileiras, a orientar as políticas de governo para tal fim. Os princípios fundamentais do SINAES são:
  • Responsabilidade social com a qualidade da educação superior;
  • Reconhecimento da diversidade do sistema;
  • Respeito à identidade, à missão e à história das instituições;
  • Globalidade, isto é, compreensão de que a instituição deve ser avaliada a partir de um conjunto significativo de indicadores de qualidade, vistos em sua relação orgânica e não de forma isolada;
  • Continuidade do processo avaliativo.
  • O SINAES integra três modalidades de instrumentos de avaliação, a serem aplicados em diferentes momentos:
  • 1- Avaliação das Instituições de Educação Superior (Avalies) – é o centro de referência e articulação do sistema de avaliação que se desenvolvem em duas etapas principais:
  • a) auto-avaliação – coordenada pela Comissão Própria de Avaliação (CPA) da IES
  • b) avaliação externa – realizada por comissões designada pelo INEP, segundo diretrizes estabelecidas pela Conaes.
  • 2- Avaliação dos cursos de graduação (ACG) – avalia os cursos de graduação pro meio de instrumentos e procedimentos que incluem visitas in loco de comissões externas. A periodicidade dessa avaliação depende diretamente do processo de reconhecimento e renovação de reconhecimento a que os cursos estão sujeitos. Tal avaliação objetiva autorizar, reconhecer e renovar cursos superiores.
  • 3- Avaliação do desempenho dos estudantes (Exame Nacional de Avaliação de Desempenho dos Estudantes – Enade) – aplica-se aos estudantes do final do primeiro e do último ano do curso, estando prevista a utilização de procedimentos amostrais.
Segundo Roteiro de Auto-avaliação Institucional (MEC/INEP, 2004) o processo de auto-avaliação está organizado em 10 dimensões, sendo elas:
D1: Missão e Plano de Desenvolvimento Institucional - PDI
D2: Políticas para: Ensino, Pesquisa, Extensão e Pós-Graduação
D3: Responsabilidade Social
D4: A Comunicação com a Sociedade
D5: Políticas de Pessoal e Carreira
D6: Organização e Gestão da Instituição
D7: Infra-Estrutura Física
D8: Planejamento e Avaliação
D9: Política de Atendimento ao Aluno
D10: Sustentabilidade Financeira
Tais dimensões são divididas em três núcleos: núcleo básico e comum, o núcleo de temas optativos e o núcleo de documentação (dados e indicadores), onde são apresentados documentos que podem contribuir para fundamentar e justificar análises e interpretações.



Voltar para o conteúdo | Voltar para o Menu principal